A queda de cabelos

Como as causas de queda de cabelos são muito numerosas, abordaremos as mais comuns.

Estatísticas demonstram que 95% dos tipos de queda de cabelos são causadas por uma condição progressiva chamada de Alopecia Androgenética ou popularmente chamada de “calvície”, ou também como “queda hereditária”. As pessoas notam que estão com queda anormal de cabelos ao ver um grande número de fios no pente ou escova, no banho, no travesseiro e soltos na roupa. Ou então notam uma diminuição do volume em áreas específicas do couro cabeludo. Neste caso a melhor conduta é procurar um dermatologista que irá avaliar qual o problema que está afetando os cabelos.

Perguntas a respeito de regimes, medicamentos, doenças recentes, forma de manusear os cabelos, produtos químicos, estresse, distúrbios emocionais e história familiar de queda de cabelos são alguns dos pontos que o médico irá avaliar. Além disso, na mulher, informações a respeito de ciclo menstrual, gravidez e menopausa são pesquisadas.

Para um diagnóstico preciso, a avaliação clínica é a mais importante, mas em algumas vezes há necessidade de exames complementares. Exame dos cabelos por intermédio de um aparelho, o Tricoscan , pode ser acompanhado pelo paciente no computador, ou então esse cabelo pode ser enviado ao EUA onde é realizado um exame chamado de mineralograma que checa possíveis alterações no organismo. Exames laboratoriais de hormônios, sangue, urina e fezes também podem ser solicitados. Em alguns casos o diagnóstico, por intermédio de biópsia de couro cabeludo.

 

O Pelo

pelofinal77

A unidade pilossebácea compreende o folículo piloso, o músculo piloeretor e a glândula sebácea. Em um corte longitudinal, pode-se distinguir diferentes porções que, desde a superfície até a parte profunda, são denominadas: infundíbulo (desde o poro até a desembocadura da glândula sebácea), istmo (entre a glândula e a inserção do músculo eretor do pelo), a haste e o bulbo. Essas duas últimas são as porções permanentes do pelo enquanto que as outras se modificam durante o ciclo de crescimento piloso.

 

Ciclos do Cabelo

A atividade de cada folículo é individual e passa por três fases sucessivas:

1) de crescimento ou anágena: o pelo encontra-se em crescimento pois as células dividem-se e queratinizam-se ativamente.

2) de involução, ou catágena: quando se aproxima a fase catágena, a porção distal se dilata e o pelo é envolvido por uma membrana vítrea grossa e rugosa, que forma parte da bainha do tecido conjuntivo do folículo.

3) de desprendimento do pelo, ou telógena: a fase telógena tem duração de até três meses. Nessa fase acontece o  enfraquecimento da união entre a base do folículo e o pelo cai. Em condições normais, aproximadamente 10% de pelos da cabeça encontram-se na fase telógena.

 

Características do cabelo

A forma dos cabelos é variável de um individuo para o outro e inclusive de uma área da cabeça para outra. Cabelos lisos, ondulados, crespos, frisados… A forma e a cor do cabelo são geneticamente programadas. A origem étnica influencia também a caracteristica do cabelo.

Espessura: Varia de fino, médio e grossso e o volume de uma cabeleira pesa cerca de 300 a 400 gramas.

Resistência e Elasticidade: são determinadas pela espessura do cabelo. Somente 1/3 do comprimento do fio  tem elasticidade.

Composição: A queratina é um composto essencial do cabelo. Essa proteina é rica  em enxofre contendo um grande número de aminoácidos: cistina, lisina, arginina, leucina, triptofano, histidina…Os cabelos loiros são ricos em enxofre e os cabelos castanhos em carbono.

Cor: Resulta da síntese de um pigmento chamado de melanina. O exame microscópico eletrônico permite distinguir a quantidade de pontos de melanina que dão a cor mais clara ou esucra aos cabelos. Existem sete cores de pigmentos naturais que de acordo com as suas proporções determinam a cor do cabelo.

Papel Fisiológico: Ele é variável e serve como importante via de eliminação de elementos tóxicos do organismo: chumbo, arsênico, mercúrio….

 

Composição do cabelo

  • 50% de Carbono   (encontrado nos diamantes)
  • 20% de oxigênio (ar do meio ambiente)
  • 17% de nitrogênio (usado para fazer dinamite)
  • 6% de hidrogênio (pedras vulcânicas /lava)
  • 5% de enxofre (pólvora)
  • 2% outros elementos

 

Quantidade de cabelos na cabeça

Loiros: cerca de 140.000 fios
Castanhos: cerca de 110.000 fios
Negros: cerca de 108.000 fios
Ruivos: cerca de 90.000 fios

 

Tipos de cabelos

Lanugem: ocorre na pele ainda no útero ou em recém nascidos.
Velus: fios finos, curtos, pouco pigmentados no nascimento. Transformam-se em cabelo terminal com a idade ou um terminal reduz para velus (miniaturização).
Terminal: grosso e longo. Nas crianças ocorre somente no couro cabeludo, sobrancelhas e cílos. Nos adultos, desenvolve-se em outras partes do corpo.