Calvície FemininaA calvície, que já incomoda bastante os homens, quando acomete as mulheres pode ser causa de grande ansiedade e sofrimento emocional. Os cabelos têm grande importância na estética da mulher e são muito valorizados como característica feminina. A perda deles traz enorme significado em relação à autoestima das mulheres.

A calvície feminina é mais difusa, mais tardia, tem evolução mais lenta que a calvície masculina, preserva a linha frontal dos cabelos e é menos severa que a dos homens. Dificilmente as mulheres chegam ao ponto de ficar sem cabelos na área afetada pela Calvície Feminina, mas podem ter a área doadora de transplante de cabelos também afetada, impossibilitando a cirurgia.

Nas mulheres, os hormônios androgênicos são secretados pelos ovários e pelas suprarenais. Nos homens esses hormônios (hereditários) são responsáveis pela perda definitiva dos cabelos. Associado ao quadro de rarefação dos cabelos é comum observar presença de acne, aumento dos pelos na face e no corpo, além de alterações menstruais. O mecanismo de ação dos hormônios androgênicos nos cabelos ocorre da mesma forma que nos homens.

A amamentação pode prorrogar a queda de cabelos ocasionada no pós-parto que é transitória e não definitiva como a Calvície Feminina. Superada esta fase, os cabelos voltam a nascer naturalmente.

Na menopausa os cabelos ficam mais secos, finos, frágeis e o crescimento dos fios é mais lento. Sua densidade vai reduzindo aos poucos e os fios vão ficando brancos.